Follow by Email

APRESENTAÇÃO.

ESTE BLOG FOI CRIADO PARA SOCIALIZAR PLANEJAMENTOS DE AULAS DE ARTES PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL INICIAL. O MATERIAL NELE ENCONTRADO É UM APANHADO DE PLANEJAMENTOS DE AULAS ENCONTRADO NA NET PRODUZIDOS POR PROFESSORES.

Total de visualizações de página

sábado, 25 de junho de 2011

ARTE CONTEMPORÂNEA - A leveza de ÉLCIO ROSSINI na obra Infláveis

Soraia Cristina Cardoso Lelis
UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA
Elizabet Rezende de Faria

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula
 Conhecer uma produção poética visual de Élcio Rossini na linguagem da instalação/performance;
 Trabalhar a apreciação/leitura/recepção de imagem de obra;
 Produzir plasticamente no contexto das instalações com desdobramento em performance, à luz do referencial teórico-plástico estudado.
Duração das atividades
•Três aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
• Incursões pelo Banco de Dados/Acervo da sala ambiente de artes, onde estão livros de arte, portifólios de artistas, reprodução de imagens de obras, folders e catálogos de exposições – para apreciação e apropriação teórico-plástica;
• Trabalhos de campo em museus e galerias que contemplam a Arte Contemporânea na linguagem plástica das Instalações;
• Exercícios de leitura/recepção de obras e imagens de obras;
• Diálogo com artistas da cidade que trabalham com a linguagem da instalação - em seus ateliês ou na visita destes à escola.
Estratégias e recursos da aula
Aula 1
 Apresentar Élcio Rossini (1959):
(Disponível
http://www.bienalmercosul.art.br/site/index.jsp?s+noticias_mostra&uid=86
Acesso em: julho/2009).

Artista gaúcho cuja poética envolve instalações e performances, abordando a questão do movimento e da espacialidade. A sua intenção é mostrar como os objetos podem ganhar vida com o movimento de um corpo, quando alguém atua ou interfere nele. O trabalho de Élcio Rossini, para além das artes plásticas, traz aportes de diferentes linguagens artísticas como a dança, o teatro, a música, a performance e o vídeo. Suas investigações debruçam-se sobre objetos não-representacionais, de forte conteúdo lúdico, que não se prestam a interpretações, cuja existência só tem sentido pleno quando são postos em ação. 
(Disponível
 Apreciação de imagem da obra: Infláveis – Instalação/Performance
ELCIO ROSSINI, Infláveis, 2005, Instalação performática, Porto Alegre - Brasil. 
V Bienal do Mercosul: balões brancos cheios de ar, suspensos, flutuantes, aéreos.

(Disponível
http://www.bienalmercosul.art.br/site/index.jsp?s+noticias_mostra&uid=86
Acesso em: julho/2009).
 Olhando a imagem da obra do artista contemporâneo Élcio Rossini, propor a apreciação com Leitura Estética
EU VEJO... EU PENSO... EU SINTO...
- Você já viu alguma obra de arte como esta?
- Fale sobre esta obra e o tipo de coisas que você vê? (Descrição)
- Como chamamos este tipo de obra? (objeto, instalação, escultura, performance, pintura...)
- O que esta imagem significa para você?
- O que esta obra faz você sentir? O que, especificamente, nesta obra faz você sentir isto? 
- Descreva o modo como a repetição dos elementos é usada nesta obra.
- O artista tentava representar algo nesta obra?
- Como o artista viu estes objetos?
- O que você acha do conceito de arte que ele estava querendo discutir com esta obra?
- Se fosse o autor, que nome daria a essa obra?
- O trabalho plástico de Élcio Rossini está no chão ou suspenso?
- A obra pode ser identificada como uma instalação aérea ou flutuante?
- Concluindo:
*Para Rossini, os balões assumem caráter escultórico (esculturas moles) pela composição visual que formam;
*os objetos infláveis que tomam forma a partir da visitação do espectador, liberam cores, produzem ruídos inesperados e modificam as relações espaciais – formas se expandem, se alargam e se recolhem no espaço.

Aula 2
 Apresentar novamente a obra de Élcio Rossini – “Infláveis”, 2005, convidando os alunos a uma construção plástica, primeiramente individual e, posteriormente coletiva na sua culminância;
 Esta aula prática acontecerá no pátio da escola, onde os alunos aplicarão os conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas. Prepare o material básico: retalhos de papel colorido, tesoura, cola e tesoura.
 Convidar os alunos para andarem pelo pátio da escola com olhar atento e buscar um local onde possam construir uma instalação aérea. Os alunos poderão buscar os muros, as árvores, o teto do refeitório/cantina, cercas, grades, postes... enfim, qualquer espaço.
 Mostrar o material disponível ao trabalho e propor uma atividade coletiva de criação de uma instalação aérea, referendados pela obra “Infláveis”, 2005 - Élcio Rossini.
 Fotografe os alunos em ação e o trabalho concluído para socialização posterior em exercício de leitura de imagem.
Instalação: Paisagem Transformada, 2001 – Alunos 5º Ano 2001 – ESEBA-UFU
Fonte: Acervo e créditos Soraia Lelis
Detalhe Instalação: Paisagem Transformada, 2001 – Alunos 5º Ano 2001 – ESEBA-UFU
Fonte: Acervo e créditos Soraia Lelis

Aula 3
 Visitar com os alunos o espaço onde foi construída a instalação na aula anterior e faça com eles um paralelo entre a obra referência e o trabalho do grupo:
• Quanto ao material utilizado por Élcio Rossini e pelo grupo;
• Apontamentos sobre a Incidência da luz e a transparência nas duas propostas;
• Utilização/ocupação do Espaço – escolha do local;
• Interação espectador, obra, espaço – unidade tripartida;
• Estética do cotidiano escolar – a transformação do espaço; 
• Fazer um paralelo entre o movimento dos balões com a ação do performer ou do espectador ao adentrar o espaço de Infláveis com o movimento provocado pela ação do vento diretamente sobre as tiras de papel tramadas no arame da cerca, questionando o espaço – área aberta e área fechada;
• Refletir sobre a efemeridade nas duas propostas;
• A produção plástica coletiva: estranhamentos e dificuldades do grupo.
 Convidar a cada um a ocupar um lugar próximo à instalação de modo que cada um a veja de um ângulo diferente;
 Entregar papel canson A4 e giz pastel oleoso e orientá-los na realização de um desenho de observação enquanto registro gráfico da proposta coletiva de montagem de instalação.
 Expor os desenhos em local visível, próximo à instalação.
Composição plástica em desenho de observação com giz pastel oleoso sobre papel canson A4
Aluno 5º Ano 2001/ ESEBA-UFU
Fonte: Acervo e créditos Soraia Lelis
Composição plástica em desenho de observação com giz pastel oleoso sobre papel canson A4
Aluno 5º Ano 2001/ ESEBA-UFU
Fonte: Acervo e créditos Soraia Lelis
Recursos Complementares
 Desenho - Arte de representar objetos por meio de linhas e sombras – delineamento ou traçado de um quadro – Projeto. (Minidicionário Enciclopédico Escolar Ruth Rocha, 1996, p.200). 
*É uma linguagem, uma forma de expressão, um conteúdo específico da área de Artes.
 Espaço - Na visão de Platão (427-345 a.C.) o espaço seria recipiente, receptáculo de tudo que existe [...] lugar de geração das coisas sensíveis. Em Aristóteles (384 - 322 a.C.) o próprio espaço é concebido como soma global dos lugares ocupados pelos corpos. Para Aristóteles, o lugar seria aquela parte do espaço cujos limites coincidem com os limites do corpo que o ocupa. (CAMPOS, Jorge Lúcio. Do simbólico ao virtual – a representação do espaço em Panofsky e Francastel. São Paulo: Ed. Perspectiva, Coleção debates, 1990, p. 47- 49).
 Estética – contemplação do objeto de arte; A educação estética busca a formação de um novo e crítico olhar. Privilegia a educação (do) sensível. (LELIS, Soraia Cristina Cardoso, Poéticas visuais em construção – o fazer artístico e a educação (do) sensível no contexto escolar, Dissertação de Mestrado, UNICAMP, 2004, p. 14).
 Instalação – A instalação procura criar um ambiente que traduza a idéia artística, utilizando-se, para isso, muitas vezes, de recursos cênicos (A Metrópole e a Arte, São Paulo: Prêmio, 1992, p.120).

Performer - artista performático, aquele que realiza a performance. (Soraia Lelis)
 Performance – é uma modalidade de manifestação artística interdisciplinar que, assim como o happening - pode combinar teatro, música, poesia ou vídeo. (Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Performance> Acesso 13/08/2009)
Sugestão/professor: VÍDEO "Todo o passado dentro do presente" – pontos de vista de diferentes artistas e intelectuais sobre a trajetória da produção artística contemporânea. Acervo Midiateca Instituto Arte na Escola www.artenaescola.org.br
Avaliação
• Acredita-se que em um processo contínuo, as trocas e reflexões acerca da fruição e da produção artística pelo viés da História da Arte, atribuem mérito à produção do conhecimento em arte e contribuem para a construção do repertório e vocabulário plásticos. Neste sentido, o ensino de arte deve buscar a educação estética, entendendo a avaliação em Arte como processual e qualitativa, não visando apenas a um resultado final.

Recursos educacionais
Nome                                                          Tipo
Aula expositiva projetor multimídia               Teórica
Apreciação de imagem de obras                   Teórica
Desenho de Observação                               Prática 
Montagem de Instalação                               Prática

Nenhum comentário:

Postar um comentário